Notícias IAP / Notícias
16/05/2019

Presidente do IAP prestigia palestra do ex-ministro Pedro Malan

O presidente do Instituto dos Advogados do Paraná (IAP), Tarcísio Kroetz, esteve presente na palestra proferida por Pedro Sampaio Malan, ex-ministro da Fazenda nos dois mandatos de Fernando Henrique Cardoso. O evento foi realizado no Graciosa Country Club (GCC) nesta quarta-feira (15/5) em parceria com o Centro Universitário Autônomo do Brasil (UniBrasil), o Solar do Rosário, o escritório Casillo Advogados e com o apoio do IAP.

Na oportunidade, Kroetz entregou, em nome do IAP, uma homenagem ao presidente do GCC, Glaucio Bley, e à Diretora Cultural do clube, Liana Leão. Em seu discurso, o presidente do IAP ressaltou a importância da iniciativa do clube em realizar o ciclo de debates “Pensando o Brasil”. “Nos acostumamos a receber nomes de alta estatura intelectual que nos trazem sua experiência de vida e compartilham seus anseios para reinventar o Brasil”, disse.

Durante sua palestra, Malan falou sobre o seu livro “Uma certa ideia de Brasil: entre passado e futuro”, com textos sobre a política e a economia do país do período entre os anos de 2003 e 2018. “O processo de transição entre os governos Fernando Henrique Cardoso e Lula, no começo dos anos 2000, é um exemplo de convergência. Para acalmar o mercado, as duas equipes econômicas trabalharam juntas durante um breve período”, explicou. Malan defendeu que, na situação atual, a saída é investir em ações na área macroeconômica. “Caso contrário, estaremos simplesmente agravando o problema, adiando o futuro e transferindo o problema para futuras gerações. Já fizemos isso no passado e não deveríamos tentar reeditar essa experiência.”

Sucesso para o Brasil

Em prol do real crescimento do país, o economista defendeu que a área não-macroeconômica também deve ser levada em consideração. “Ela diz respeito ao sistema de incentivos e desincentivos a decisões de investidores, poupadores e consumidores dados pelo sistema de preços relativos tal como afetados por interferências governamentais sobre preços administrados, desonerações fiscais e subsídios”, disse.

Na área de reformas, Malan colocou que a prioridade no curto prazo é a aprovação da reforma da previdência, reforçando a urgência exigida pelo tema. “Nosso bônus demográfico esvai-se a partir de 2019, a população de aposentados cresce a uma taxa cinco vezes superior à da população total”, explicou. Além disso, o ex-Ministro afirmou que “O desafio fundamental na área social é a educação”. Para ele, deve-se dar prioridade aos anos iniciais já que representam o momento de definição de oportunidades para o futuro crescimento da população.

Malan ainda ressaltou que, para enfrentar esses desafios, é necessário resolver três questões presentes no Brasil de hoje: o grau de entendimento da população sobre a gravidade da questão fiscal, o grau de comprometimento de lideranças políticas com o equacionamento do desequilíbrio em nossas contas públicas e o caráter determinante de ambos para recolocar a economia na rota do crescimento sustentável.

Compartilhe:

VOLTAR

RELACIONAMENTO

Fique por dentro do que acontece no Instituto!